segunda, 17 de outubro de 2022 - 13:49h - 1323
Concurso da Educação segue normalmente, afirma banca organizadora
FGV é a responsável pela realização da primeira etapa do certame, no domingo, 16.
Por: Claudio Morais
Foto: Marcelo Loureiro/Albenir Sousa
Primeira etapa do certame consiste na prova objetiva e estudo de caso.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca responsável pela organização do concurso da Educação, assegurou a continuidade do certame, após um dos 48 locais de prova registrar, no último domingo, 16, um tumulto que interrompeu a aplicação dos exames para as 588 pessoas que estavam no prédio. Veja aqui o comunicado da FGV

As avaliações preliminares foram divulgadas em coletiva de imprensa na Secretaria de Estado de Administração (Sead) nesta segunda-feira, 17.

A FGV integra um Gabinete de Gestão de Crise instalado pelo Estado e do qual também fazem parte a Sead, Seed, Procuradoria-Geral do Estado, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros (CBM/AP) e Polícia Militar. O dispositivo investiga as causas da ocorrência.

“Acompanhamos os locais de prova desde o início da manhã, onde as provas ocorriam com tranquilidade, e neste local em específico, estivemos logo que o tumulto foi registrado. A PM e os Bombeiros fizeram as inspeções e nada foi encontrado”, explicou a secretária de Administração em exercício, Regina Duarte.

A secretária da Sead declarou, ainda, que o cronograma do concurso permanece em absoluta normalidade para todos os demais candidatos, não afetando os outros 47 locais de provas. Na escola onde o tumulto ocorreu, havia 588 candidatos para o cargo de pedagogo. É para este público que o Governo do Estado e a FGV avaliam a aplicação de uma nova prova.

“Estamos aguardando os laudos técnicos e o resultado das investigações, para tomar as medidas que irão incluir esse grupo de quase 600 candidatos no concurso, garantindo que não serão prejudicados pelo incidente”, finalizou Duarte.

O caso também foi encaminhado para a 6ª Delegacia de Polícia Civil, que irá investigar os envolvidos no tumulto e, na medida de suas responsabilidades, poderão responder criminalmente.

 

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá